Ídolo Sergio Gomes recebe título de Cidadão Friburguense no dia 16

Um dos grandes ídolos da torcida do Friburguense, o lateral Sérgio Gomes terá a história de dedicação e fidelidade ao clube e à cidade reconhecida mais uma vez. O atleta de 43 anos de idade será um dos 42 contemplados com o título de Cidadão Friburguense, honraria que será entregue pela Câmara de Vereadores de Nova Friburgo na próxima terça-feira (16).
“Estou muito feliz por receber o título de cidadão friburguense. Na verdade, eu já tinha escolhido Nova Friburgo como minha casa, para onde trouxe os meus filhos. Só tenho a agradecer o carinho que a cidade tem por mim, sem nunca esquecer que tudo está acontecendo por conta do nosso querido Friburguense, na pessoa do Siqueira, que me contratou. Também agradeço ao vereador Jhonny Maycon pela indicação.”
O “capixaba mais friburguense” já entrou em campo 372 vezes pelo Friburguense (contando o duelo com o Goytacaz, no último sábado, 13), número inferior apenas ao do zagueiro Cadão, que vestiu a camisa tricolor oficialmente em 412 jogos. O jogador já balançou as redes em 39 oportunidades, e com esta marca, é o terceiro maior artilheiro da história do clube.
Nascido na cidade de Viana, no Espírito Santo, teve sua primeira passagem pelo Frizão em 1998. As boas atuações o levaram ao Botafogo, onde pouco brilhou. No entanto, nada o impediu de rodar o Brasil e o mundo. Jogou na Alemanha, Dinamarca e até Arábia Saudita. Mas sempre voltava para sua segunda casa, Nova Friburgo. Sergio já passou por Vitória, Rio Branco, Desportiva, Botafogo, Matonense, Santa Cruz, Avaí, Ceará, Hansa Rostock (Alemanha), um clube da Dinamarca, outro da Arábia Saudita, Volta Redonda, Madureira, Cabofriense, Goytacaz, Americano e outros.
Na trajetória, disputou 16 Campeonatos Cariocas pelo Tricolor da Serra, e participou das campanhas memoráveis nos estaduais daquele mesmo ano e o de 2004, além da conquista do Torneio João Ellis Filho, em 2009 e do retorno à primeira divisão. No ano passado, teve destaque no título da Copa Rio, conquistado dentro das quatro linhas. E as páginas desta bonita história entre clube e jogador ainda parecem longe de terem um ponto final. Depois de defender o clube na Copa do Brasil, na partida contra o Oeste-SP, em fevereiro, Sergio é presença confirmada na equipe que tenta levar o Tricolor da Serra de volta à elite estadual.
“A gente parar com o Friburguense na segunda divisão é complicado. Eu vou continuar, independente de críticas ou não. Eu sei até onde posso ir. Precisamos de jogadores que tenham caráter, vistam a camisa, esqueçam um pouco o lado financeiro e joguem por amor. A segunda divisão é muito mais difícil que a primeira, mas montamos um elenco forte para superar essa situação.”

Postagens recentes

Deixe um comentário